Coração, Cabeça E Estômago

Coração, Cabeça E Estômago - Branco,Camilo Castelo | Hoshan.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Branco,Camilo Castelo
DIMENSÃO
4,3 MB
NOME DO ARQUIVO
Coração, Cabeça E Estômago.pdf
ISBN
4355537028605

DESCRIÇÃO

Silvestre da Silva morre endividado e deixa os manuscritos contando as fases de sua vida como herança a um amigo. Dividida em três partes, conforme sinaliza o título, possui o teor satírico, com personagens vítimas das aparências sociais e casamentos arranjados que buscam dinheiro a qualquer custo. A primeira parte, Coração, se refere à época dos amores em Lisboa; a segunda parte, Cabeça, à fase de aproximação às herdeiras ricas da cidade do Porto; e a última parte, Estômago, ao tempo de refúgio no interior, em Soutelo.

Serviços profissionais de conservação e restauro de bens culturais móveis e imóveis, objectos de arte, de colecção e antiguidades. Página 6 do livro Coração, Cabeça e Estômago ... PRIMEIRA PARTE - CORAÇÃO CAPÍTULO I - SETE MULHERES.

Ainda bem que há gente zelosa dos costumes, senão ficava o reino envenenado! Há dois capítulos nesta primeira parte, dos quais um se intitula Coração, Cabeça e Estômago Avaliação da FNAC Não sendo a obra mais conhecida de Camilo Castelo Branco, «Coração, Cabeça e Estômago» constitui, para muitos estudiosos, um exemplo da novela humorística camiliana, assim como da estética da ambiguidade cultivada pelo autor numa determinada fase da sua carreira literária. Coração, Cabeça e Estômago é um dos romances mais aclamados de Camilo Castelo Branco. Com nota editorial e discreto aparato crítico, este volume da coleção Edição Crítica de Camilo Castelo Branco, tem edição de Cristina Sobral e Ariadne Nunes. Passando inicialmente pela paixão, em que o órgão predominante é o coração, para uma fase dominada pela razão, representada pela cabeça, até terminar numa fase mais bestial, em que a necessidade, a fome, nos indica o estômago como o órgão primordial da terceira parte desta novela. O período do Romantismo é datado de "1836" e o livro Coração, cabeça e estômago é de 1862, o contexto e pensamentos da época já estavam mudando logo "surgiria" o Realismo em "1881".

LIVROS RELACIONADOS