Reinventando Os Direitos Humanos A Partir do Sul - 2017

Reinventando Os Direitos Humanos A Partir do Sul - 2017 - Castilho,Natália Martinuzzi | Hoshan.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Castilho,Natália Martinuzzi
DIMENSÃO
12,53 MB
NOME DO ARQUIVO
Reinventando Os Direitos Humanos A Partir do Sul - 2017.pdf
ISBN
9263404434082

DESCRIÇÃO

Como os aportes do pensamento descolonial podem influenciar o estudo e o ensino do direito, em um cenário jurídico que desafia as formulações (renovadas ou não) da epistemologia jurídica? O binômio modernidade/colonialidade é capaz de explicar por que, nas disputas em torno do conceito de direitos humanos, a dimensão intercultural é tão fracamente desenvolvida? Temos buscado, cada vez mais, compreender as relações entre direito e política, em especial diante das especificidades do contexto latino-americano. Essas motivações impulsionaram a autora em sua empreitada em torno do chamado “paradoxo” dos direitos humanos, ou seja, das formas de utilização ideológica desse termo e suas consequências. Repensar as bases epistemológicas do conceito de direitos humanos, a partir do pensamento descolonial, é o objetivo deste livro, que traz a teoria crítica do direito e dos direitos humanos para o centro do debate, a partir da vasta obra do professor Joaquín Herrera Flores. Muitos dos aportes também trabalhados na produção dos chamados descoloniais podem ser localizados na produção jurídica desta corrente, em especial por Herrera Flores, e essa relação pode nos indicar caminhos possíveis para entender o papel dos direitos humanos no século XXI.

Os selvagens e a massa: papel do racismo científico na montagem da hegemonia ocidental. Afro-Ásia, n.

Reinventando os Direitos Humanos a Partir do Sul O Escritório Regional dos Direitos Humanos da ONU para a África Austral está a trabalhar com as autoridades de Educação da África do Sul para introduzir, a partir do próximo ano, matérias ligadas aos direitos humanos nos currículos escolares do quarto ao 12º anos. Escritório Regional dos Direitos Humanos da ONU para a África Austral participou no desenho de política regional para incorporar o tema nas escolas. Manuel Matola, da ONU News em Nova Iorque.

LIVROS RELACIONADOS