O Condenado

O Condenado - Cornwell,Bernard | Hoshan.org PDF, TXT, FB2. ePUB. MOBI. O livro foi escrito em 2021. Procure um livro sobre hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Cornwell,Bernard
DIMENSÃO
4,41 MB
NOME DO ARQUIVO
O Condenado.pdf
ISBN
6799265151650

DESCRIÇÃO

O jovem pintor Charles Corday espera pela forca na Prisão de Newgate, Londres. Seu crime, violentar e matar a condessa de Avebury, enquanto esta posava como modelo. Sua alegação, inocência. O condenado — melhor romance histórico publicado na Inglaterra em 2001 — acompanha as investigações e julgamento do artista, além de fornecer detalhes do cotidiano e idiossincrasias do período regencial inglês. Bernard Cornwell é mestre em reconstruir eras do passado bretão: já abordou a Saga Arturiana na trilogia Crônicas de Artur e a Guerra dos Cem Anos na série A busca do Graal. Ambas sucesso de crítica e público no Brasil, com mais de 100 mil exemplares vendidos. Em O condenado, Cornwell constrói um thriller de mistério que o consagra como um dos principais escritores históricos da atualidade. Sua descrição dos enforcamentos é impressionante, assim como os detalhes da crueldade nas prisões inglesas pós-Napoleão. Por meio de criteriosa pesquisa histórica e da narrativa envolvente com a qual disseca a vida de seus personagens, o autor acompanha o fim da guerra entre Inglaterra e França. Rider Sandman — um dos heróis de Waterloo — volta para casa e encontra um país corrupto, pobre, repleto de conflitos sociais e onde o cadafalso se tornou sinônimo de justiça. A decepção de Sandman com a terra natal empalidece quando descobre que o próprio pai se matou, deixando uma fortuna em dívidas de jogo. Sandman — hábil com a espada e exímio jogador de críquete — precisa sustentar mãe e irmã e, além disso, liberar a noiva do compromisso de casamento. Enquanto luta contra várias dificuldades, aceita investigar o assassinato da condessa e as declarações de inocência do pintor. A apenas sete dias do enforcamento e com a pressão para corroborar as acusações, Sandman descobre pontos obscuros na história oficial. Mesmo pedida uma reinvestigação do caso pela própria rainha — o acusado é filho de sua costureira —, Sandman acredita que alguém não quer que a verdade venha à tona. Numa corrida contra o relógio, Sandman conta com poucos aliados. Sally Hood, modelo vivo de passado comprometedor; lorde Alexander, um fervoroso reverendo e também amante do críquete; e o velho companheiro de batalha, sargento Berrigan. Cornwell faz desse grupo um quarteto inesquecível, que luta contra nobres ricos e cruéis, a fim de salvar a vida de um inocente. O condenado combina detalhes com um enredo de tirar o fôlego e um estilo cujo realismo é por vezes chocante. “Todo escritor ambiciona descobrir a fórmula do inglês Bernard Cornwell.” - Época “Cornwell é o maior autor de ficção histórica dos nossos dias.” - The Washington Post

Nesta obra, Cornwell constrói um thriller de mistério que o consagra como um dos principais escritores históricos da atualidade. O conceito de condenado é usado como sinônimo de presidiário: a pessoa que cumpre uma pena na prisão. Outros termos equivalentes são preso, recluso e prisioneiro.

PGR abre inquérito ao caso dos esquemas de critomoedas de influenciadores Na origem estará uma queixa apresentada ao Ministério Público. A tabela abaixo identifica as pessoas condenadas na Operação Lava Jato, operação conduzida pela Polícia Federal, do Brasil. Para ver a lista de todos os que ainda não foram julgados, ou que foram julgados e absolvidos, veja a lista de pessoas envolvidas na Operação Lava Jato . O presidente da União das Adegas Cooperativas da Região Demarcada do Douro (Uniadegas) afirmou hoje que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) condenou ao esquecimento e ao abandono o ... O tribunal especial de Paris, que condenou todos os 14 acusados dos atentados terroristas às instalações do jornal satírico Charlie Hebdo e ao supermercado judaico, ambos na capital francesa ... Muitos exemplos de traduções com "o condenado" - Dicionário português-espanhol e busca em milhões de traduções. O Paquistão libertou Ahmed Omar Saeed Sheikh, de 47 anos, que fora condenado por orquestrar o sequestro e decapitação do jornalista Daniel Pearl, do Wall Street Journal, em 2002.

LIVROS RELACIONADOS