É Hora de Falar

É Hora de Falar - Lewis,Helen | Hoshan.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Lewis,Helen
DIMENSÃO
11,85 MB
NOME DO ARQUIVO
É Hora de Falar.pdf
ISBN
1579096789502

DESCRIÇÃO

“Helen Lewis sobreviveu ao maior pesadelo vivido pela humanidade em todos os tempos, o Holocausto. Sua história é aterradora, mas fascinante.” Ian McEwan Autora mapeia as profundezas do Inferno e, ao fazê-lo, arrebata o leitor com uma obra de arte irrepreensível. Março de 1939. As tropas alemãs invadem Praga, e começa o terror para os judeus checos. Inicia-se, então, É hora de falar, de Helen Lewis, uma notável e verdadeira história de coragem e resistência durante o Holocausto. O livro foi publicado na Europa em 1992, aumentando a fama e o reconhecimento dessa sobrevivente como escritora, locutora e oradora. Helen, uma jovem estudante de dança em Praga durante a eclosão da II Guerra Mundial, foi parar no gueto de Terezín e, depois, deportada para Auschwitz. Separada de sua família, ela se esforçou para viver em meio à carnificina da Solução Final de Hitler. Como e o que fez para sobreviver é uma história emocionante, contada com humor, franqueza e alguma raiva, mas sem, em momento algum, dar espaço para a autocomiseração. Como a maioria dos livros que tratam do tema, É hora de falar é duro e descreve uma das mais complexas realidades já vividas pela humanidade. Contudo, um dos diferenciais dessa história é a existência da dança, maior paixão na vida da autora. Como dito no prefácio por Michael Longley, “onde antes imperava o caos, havia dança agora”. Por meio dela, Helen conseguiu prolongar sua vida por anos. Helen não descreveu somente os horrores dos campos de concentração – que são, obviamente, chocantes –, mas analisou o outro lado, o dos nazistas. Segundo ela, nem todos eram homens sem escrúpulos, como o soldado gentil que a salvou de situações adversas e a oficial que a colocou por meses com o grupo de dança do campo. “Uma fonte de leitura inspiradora, muito comovente e fascinante. É um livro inesquecível, para se guardar no fundo do coração.” Independent on Sunday “Diferentemente dos outros livros sobre o Holocausto, Helen Lewis enxerga traços de humanidade onde, justiça seja feita, não tinha obrigação de enxergar. Ela se recusa a desumanizar as pessoas que tentavam desumanizá-la — façanha extraordinária para alguém em sua posição.” The Guardian

... a recomendação é de 150 a 300 minutos (duas horas e meia a cinco) de atividade moderadas ou de 75 a 150 minutos (de uma a duas horas e meia) de atividades vigorosa ou, ainda, uma combinação das duas, ao longo da semana. Boulos diz que não é hora de lançar nomes após Haddad falar de candidatura .

O defeito não está em quem está ouvindo, o defeito é do semeador que muitas vezes escolhe falar aos ouvidos, e não aos corações Por outro lado, falar de dinheiro apenas na hora de pagar as contas dificulta ainda mais a comunicação, pois a chance de uma discussão é certa! E a situação não muda nunca… Então, aproveite a quarentena para colocar "conversas sobre dinheiro" na pauta da família. Está na hora de falar de uma outra pandemia: a da inatividade física Estudo já mostrou que 9% das mortes no mundo em 2018 podem ser atribuídas ao sedentarismo Em regra, não. O período normal de trabalho diário tem de ser interrompido por um intervalo de descanso entre uma e duas horas.

LIVROS RELACIONADOS