Purgatório

Purgatório - Eloy,Martinez Tomas | Hoshan.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Eloy,Martinez Tomas
DIMENSÃO
5,16 MB
NOME DO ARQUIVO
Purgatório.pdf
ISBN
3408090825977

DESCRIÇÃO

Depois de trinta anos de procura e espera, Emilia Dupuy reencontra, num bar de Nova Jersey, seu marido, Simón Cardoso, desaparecido político da ditadura militarargentina, dado como morto. Após um instante de incredulidade, ela se certifica de que é ele mesmo. E nota que o marido absolutamente não envelheceu: está exatamente igual ao que era quando o casal foi detido, nos confins da província de Tucumán.O inusitado reencontro permite a Tomás Eloy Martínez recuperar a atmosfera asfixiante que tomou conta da Argentina depois do golpe de 1976. “Naqueles tempos as pessoas desapareciam aos milhares sem nenhuma razão aparente”, escreve o romancista, cuja obra tem se caracterizado pelo enfrentamento sistemático das feridas mais dolorosas da história recente de seu país.Ele próprio marcado pela experiência do exílio, Martínez fez deste romance o mapa descontínuo da espera de Emilia pelo reencontro com seu marido, espera que é sutilmente comparada a uma estadia no purgatório. “Você fica nele uma eternidade, mas do outro lado da eternidade está o céu”, diz o Simón reaparecido à sua esposa agora sexagenária.

O Purgatório constitui para nós, católicos, uma fonte de grande esperança. Por isso, neste "Parresía", Padre Paulo Ricardo recorda-nos a doutrina de sempre da Igreja a esse respeito e faz um alerta sério a todos os católicos que, sem perceberem, estão se protestantizando. Confira o relato de pessoas que tiveram esta experiência extraordinária e a contam detalhadamente.

Posso dizer sim ao que está escrito no YOUCAT 159: "Quem morre na graça de Deus (isto é, na paz com Deus e com os outros), mas ainda necessita de purificação para poder estar face a face diante de Deus, passa por um purgatório". A palavra "Purgatório" não existe na Bíblia, foi criada pela Igreja, mas a realidade, o "conceito doutrinário" deste estado de purificação existe amplamente na Sagrada Escritura como vamos ver. A Igreja não tem dúvida desta realidade por isso, desde o primeiro século reza pelo sufrágio das almas do Purgatório. A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório, principalmente, nos Concílios de Florença (1438-1445) e de Trento (1545-1563)"(§ 1031).

LIVROS RELACIONADOS