Inocência - Col. Biblioteca Martins Fontes

Inocência - Col. Biblioteca Martins Fontes - Taunay,Visconde de | Hoshan.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Taunay,Visconde de
DIMENSÃO
7,34 MB
NOME DO ARQUIVO
Inocência - Col. Biblioteca Martins Fontes.pdf
ISBN
9044294721181

DESCRIÇÃO

Até hoje ninguém decifrou o encanto com que Inocência (1872) seduz o mundo: desde o seu lançamento, inúmeras edições esgotadas em português e, já no século XIX, traduções suas publicadas em quase todas as línguas. Além disso, a obra-prima de Taunay ganhou três belas versões cinematográficas, em 1915, 1949 (com Maria Della Costa) e 1983 (estréia de Fernanda Torres no cinema). O seu mote é o idílio trágico entre Cirino, jovem doutor itinerante que pratica a medicina popular, e Inocência, donzela cabocla prometida pelo pai ao brutal Manecão Doca ­ tudo em pleno sertão mato-grossense, que o próprio Taunay chegou a palmilhar. Segundo João Luiz Lafetá, a pregnância do romance nasce da mescla de ³arquétipos românticos e observação realista², lastreada pelas vivências de Taunay, engenheiro, militar, pintor e literato de formação francesa, capaz de fruir a mansidão do 2º Reinado mas também presenciar a Guerra do Paraguai. Daí resulta o tom medido de um narrador que guarda distância mitigante em face do que narra, como se explicasse o sertão à urbe. Mas o sertão, diria Guimarães Rosa, é o mundo. Já em 1881, Brás Cubas, ao abater uma borboleta preta com um piparote de toalha, filosofa: ³Também por que diabo não era ela azul?² Pois a Papilio Innocentia que o leitor tem em mãos é justamente branca e azul, e relê-la é sempre lê-la pela primeira vez.

Já é cadastrado? Acesse sua conta. SAC: (11) 3116-0000 (segunda a sexta, das 09h às 18h, e sábados, das 10h às 14h) - [email protected]

António Mota Redol Design gráfico: Helena Lobo Design www.hldesign.pt Inocência é um romance regionalista brasileiro de Alfredo d'Escragnolle Taunay, dividido em 30 capítulos - que são introduzidos por uma citação - mais um epílogo. [1] Foi publicado em 1872 e retrata costumes, pessoas e ambientes do leste sul-mato-grossense (), notadamente a cidade de Paranaíba e a frente colonizadora dos Garcia Leal.

LIVROS RELACIONADOS