Confissões de uma Máscara

Confissões de uma Máscara - Mishima,Yukio | Hoshan.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em hoshan.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Mishima,Yukio
DIMENSÃO
9,75 MB
NOME DO ARQUIVO
Confissões de uma Máscara.pdf
ISBN
7448723803014

DESCRIÇÃO

Koo-chan vive um momento de conflito interior no Japão do entreguerras. No começo da adolescência, tem fantasias que combinam desejo sexual e violência sadomasoquista, desejo e morbidez. O rapaz chega a imaginar um "teatro da morte", em que jovens lutadores se enfrentariam como gladiadores, exclusivamente para o êxtase do próprio Koo-chan. À medida que avança na adolescência - e a Segunda Guerra Mundial se desenrola -, o rapaz tenta se interessar por mulheres, entre as quais Omi e Sonoko. Por detrás da máscara com que encobre sua natureza, porém, ele sabe que sua sexualidade não corresponde aos padrões convencionais. O protagonista empreende, aos poucos, uma viagem interior de descoberta e construção da identidade. "Confissões de uma Máscara" (1949) é um dos livros mais importantes de Mishima - pseudônimo de Hiraoka Kimitake (1925 - 1970) . Foi grande admirador das tradição milenares da cultura de seu país. Em 1970, cometeu o suicídio ritual dos samurais: rasgou o próprio ventre com a espada.

Em 1970, cometeu o suicídio ritual dos samurais: rasgou o próprio ventre com a espada. Confissões de uma máscara (1949) é um dos livros mais importantes de Mishima - pseudônimo de Hiraoka Kimitake (1925-1970). O autor foi grande admirador das tradições milenares da cultura de seu país.

M. No Japão Imperial do entre guerras, dominado por um pensamento militarista e de extrema direita somos apresentados a Kochan, um jovem um tanto quanto peculiar que, entre outras coisas, afirmava lembrar-se do dia em que nasceu- no que era logo repreendido ou simplesmente desconsiderado pelos adultos. Romance autobiográfico, poderoso e comovente, Confissões de Uma Máscara foi o segundo livro publicado por Yukio Mishima, então com 24 anos, e consagrou-o de imediato como um dos mais importantes autores japoneses do pós-guerra.

LIVROS RELACIONADOS